A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS

Márcia Regina Gonçalves Cardoso, Guilherme Saramago de Oliveira

Resumo


A presente investigação é parte de uma pesquisa de doutoramento que buscou investigar a Resolução de Problemas como campo de pesquisa e sua aplicação ao ensino de Matemática. Esse estudo foi norteado pela busca de resposta ao seguinte questionamento: como é concebida a Resolução de Problemas nos documentos orientadores para o ensino de Matemática do MEC1, nos anos iniciais do Ensino Fundamental? A hipótese é a de que as orientações para o ensino de Matemática nos anos iniciais, através dos PCN2, não sejam efetivamente compreendidas e observadas, especialmente na elaboração de livros didáticos. Diante dessa questão, buscou-se analisar se há uma discordância quanto ao tratamento dado à Resolução de Problemas nas orientações oficiais do MEC (através dos PCN) e a concepção efetivamente presente nos materiais didáticos distribuídos pelo FNDE3, e que fatores poderiam explicar esse fenômeno. De forma específica, buscou-se ainda: (1) Examinar as orientações metodológicas do MEC/PCN para o ensino de Matemática; (2) conhecer as diferentes perspectivas sobre Resolução de Problemas; (3) pesquisar as diferenças entre exercícios e problemas; (4) identificar os principais tipos de problemas; (5) sistematizar os conhecimentos em torno dos assuntos abordados. O estudo foi teórico-bibliográfico, de natureza qualitativa, com foco na Resolução de Problemas como metodologia de ensino de Matemática. A pesquisa demonstrou que a Resolução de Problemas concebida nos PCN é a de metodologia de ensino. A Resolução de Problemas como metodologia de ensino para o ensino de Matemática, oficialmente adotada pelo MEC/PCN, não é efetivamente compreendida e observada na elaboração dos livros didáticos. Ao menos dois fatores podem ajudar a explicar essa falta de entendimento: (1) Na área da Matemática não há um entendimento único sobre a expressão Resolução de Problemas, o que tem gerado muitos equívocos; (2) Há uma confusão frequentemente gerada ao se utilizar exercícios e problemas como sinônimos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2236-9929 - Versão Online
ISSN 1678-1244 - Versão Impressa

Copyright © 2010 FUCAMP | Todos os Direitos Reservados Av. Brasil Oeste, s/n | Jardim Zenith | Monte Carmelo | MG | 38500-000 | (34)3842-5272